MULHERÃO DA P*RRA!!!

Editora Novo Conceito na Bienal do Livro – Lançamento Mulherão da P*rra, de Karine Carrijo

 

De vendedora de loja a empresária de sucesso, a goiana Karine Carrijo conta em seu primeiro livro, lançamento da Editora Novo Conceito, sua história de sucesso, que conquistou e inspira mais de 200 mil seguidores nas redes sociais

Diz a introdução de “Mulherão da P@#*” que um mulherão da porra é aquela mulher que se destaca, tem posicionamento, personalidade e é feliz com ela mesmo, incluindo seu corpo (e isso não tem nada a ver com a forma que ele tem, pois ela se acha linda de todo jeito!).

Aos 23 anos, a goiana Karine Carrijo é uma das mais jovens vozes que propaga ideias de novos negócios e empreendedorismo, além dicas para melhorar o dia-a-dia. Por que manter hábitos melhora seu desempenho? Por que fazer as tarefas mais difíceis pela manhã ajuda na rotina diária? Por que vivemos na era da ansiedade e do surgimento dos coaches? Quais as diferenças entre ser um líder e um chefe? São algumas das questões que Karine responde no livro.

 Filha de pais separados, Karine começou a empreender cedo, na adolescência. Dentre vários negócios, incluindo aqueles em que quebrou a cara, ela virou vendedora de uma famosa loja de jeans. De lá, uma de suas observações mudou o jeito de atender o cliente em toda a rede de lojas no Brasil:

“quando um cliente busca um produto, especialmente roupa, e avisa, no fim, que não vai comprar, o vendedor se desmobiliza e não leva o cliente até a porta. Em muitos casos, até dobra a roupa na frente deles. Resolvi fazer o oposto disso: se entravam e não achavam a calça ou a numeração, eu levava o cliente até a porta e perguntava: “Posso ligar quando chegar?” Pegava o telefone da pessoa e guardava nos meus contatos. Criava assim um vínculo e uma fidelidade com o cliente. Normalmente, as pessoas odeiam ligação. Eu, pelo menos, detesto. Mas, ao criar vínculo, as pessoas relevam e se sentem prestigiadas”.

Com dicas simples, Karine conquistou um público fiel que a segue em palestras, mentorias personalizadas e nas redes sociais (tem cerca de 200 mil seguidores no Instagram). Dona de duas empresas, incluindo uma agência de treino funcional (inspirada em uma viagem à Tailândia), ela criou um método imbatível para jovens empreendedores, o ELA, iniciais de três iniciativas simples e transformadoras: Empreendedorismo, Liderança e Atitude. “O E.L.A. não é um movimento feminista. É um movimento feminino, onde a causa é abraçar a causa feminina. Devemos nos unir. Há uma série de dificuldade ainda hoje para mulher, até para pedir um empréstimo no banco. Meu intuito é conectar mulheres e fortalecer o nosso poder feminino, através de gente que constrói iniciativas que fazem a diferença para elas e para seu entorno, sem se preocupar com faixa etária. Queremos mulheres que tenham vontade de crescer, de sair da sombra. Por isso, chamo este movimento como feminino”.

Em seu primeiro livro, Karine compartilha histórias próprias e aprendizados que mostram como uma mente empreendedora aliada a uma liderança inspiradora transformam vidas. Em cada capítulo, a autora apresenta casos e ideias já conhecida de seu público nas redes sociais sobre comportamentos e atitudes fundamentais para alcançar grandes resultados. Este é um livro para inspirar você a ser mais, a fazer mais e sobretudo a realizar seus projetos. Karine mostra que a realização profissional pode ser alcançada por todos. Basta ter iniciativa de levantar todos os dias com algumas ideias na cabeça.

 

A AUTORA

A goiana Karine Carrijo é uma das mais importantes vozes jovens encarregada em propagar uma nova consciência financeira e de empreendedorismo no Brasil. Aos 23 anos, ela é dona de duas empresas em Goiânia, sendo uma agência de marketing e uma academia de treino funcional. Além disso, é palestrante e mentora de turmas jovens interessadas em empreendedorismo no seu próprio método, o E.L.A., iniciais de três iniciativas simples e transformadoras: empreendedorismo, liderança e atitude. Com essa premissa e seus aprendizados desde a infância, Karine compartilha diariamente com seus cerca de 200 mil seguidores no Instagram e em palestras a sua visão empreendedora para uma nova geração de brasileiros.

SOBRE A NOVO CONCEITO

Fundada em 2008, a Editora Novo Conceito não demorou muito tempo para despontar como uma das editoras mais bem-sucedidas no lançamento de títulos de ficção no Brasil.

Foi em 2009, com menos de um ano de atividade, que teve seu primeiro livro na lista dos mais vendidos: Querido John, do autor norte-americano Nicholas Sparks. Este foi o passo determinante para, no ano seguinte, consolidar sua presença no mercado editorial entre as principais editoras do País, ocupando os primeiros lugares no ranking do Publishnews, um dos mais respeitados do meio.

 

Durante o ano de 2011, a Editora se destacou entre as principais editoras brasileiras, ocupando 70% das listas dos 10 mais vendidos das principais publicações do país, como Veja, Época, Isto é, O Globo , Folha de SP, O Estado de SP,  entre outras. Publicou e publica até hoje nomes consagrados como Emilly Giffin, Cecelia Ahern, James Patterson, Gayle Forman, entre outros.

Ao longo de sua trajetória, dedicou-se a estimular e disseminar a leitura entre o público jovem, atingindo, ao longo do tempo, públicos de todas as idades e gêneros. Os romances e títulos de ficção com leitura leve e agradável passaram a ser a marca da editora, que a acompanha até hoje.

Nos últimos anos, com um catálogo de mais de 200 autores nacionais e internacionais e mais de  300 títulos publicados (alguns deles com direitos comprados pela indústria cinematográfica), a Novo Conceito vem se diversificando e investindo cada vez mais na literatura nacional, revelando autores de grande talento de várias regiões do Brasil.

Pioneira no contato direto com seus leitores através das redes sociais, a editora tem como seus principais canais de comunicação o Instagram, Twitter e Facebook. Atualmente, suas redes reúnem mais de 600 mil seguidores interessados no conteúdo, nos lançamentos e informações sobre a Editora e seus títulos.