SOBRE O ESTILO

Fazer cócegas em balancete de banco oficial. Esse é o ofício de quem persegue o humor. Essa foi a arma que usava para me impor no dia a dia e terminou fazendo parte da minha poesia. E para os causos, piadas etc. sempre procurei dar um certo “molho” ou ferrar com o “JQ” quiriniano. Era uma espécie de marca pessoal, portanto, difícil para outra pessoa passar adiante da mesma forma.

POEMAS NA VOZ DO AUTOR QUE FAZEM PARTE DE NOSSA PROGRAMAÇÃO

3.484 thoughts on “JESSIER QUIRINO O POETA QUE ENCANTA”